Frame Saw: acabamento

Proteção contra a sujeira

2 comentários

17 de Março de 2016

Confesso que foi um pouco tenso desmontar a serra para aplicar um acabamento. Quando desmontei o protótipo para terminar o projeto, que no caso foi basicamente modelar o corpo, após remontar, a serra não funcionou adequadamente. Conforme conclusão da última postagem o problema estava exclusivamente na lâmina. No mais este projeto contempla a versatilidade de se desmontar a ferramenta para um eventual transporte, ou seja, ter medo de desmontar/montar no sentido de "desconfigurar" não faz muito sentido. Nas postagens anteriores é possível ver como as manoplas estavam pretas de sujeira. É uma atividade um tanto aeróbica e o suor é inevitável em algum momento, de modo que qualquer sujeira nas mãos tem a tendência a penetrar na madeira. Sujeira não é bem vinda nos estágios finais da construção de um móvel, principalmente quando o móvel ainda não tem um acabamento. Qualquer ajuda em manter a sujeira longe é mais do que desejável. No mais, investi um tanto de energia na modelagem desta ferramenta, acho que a mesma merece um acabamento devido.

Usei Óleo de Tungue e cera, que foi aplicada como estágio final.

Poucos dias após o término do acabamento, surgiu uma demanda de desdobrar uma peça que já estava dedicada para um projeto em andamento, ou seja, não podia dar nada de errado. Coloquei a "lâmina velha", hehe, aquela que refiz o travamento, e, confiei na serra...

A primeira fotografia é do final do primeiro corte. Segunda uma aproximação da primeira. A terceira é o segundo e último corte, o corte de abertura. Foi um sucesso. De uma lado uma lâmina de 3/16" e do outro a peça do projeto com ~1/2".

Preciso providenciar urgentemente uma proteção para os dentes da lâmina. Com essa vida atual de cigano, as ferramentas ficam guardadas em condições nada favoráveis. Penso em fazer um slot em madeira para encaixar na lâmina. Hum, acho que a Kerfing Plane pode me ajudar nisso, hehe.

Comentários

  • paulobro

    17 de Mar?o de 2016, 04h38m

    Estimulante, constatar a serra nao so pode atingir como atingiu total confiabilidade. Como em muitas ferramentas, envolvendo um consideravel custo em aprendizado e manutencao; mas e' do jogo. Importa e' a funcao que pode e, comprovadamente, executa.

    Quanto ao indispensavel acabamento — indispensavel menos por estetica do que pela conservacao da madeira — eu prefiro empregar oleo de linhaca ao inves de tungue: mais facil de encontrar, bem mais barato e oferece o mesmo grau de protecao. O fato de escurecer com o tempo e' irrelevante nessa aplicacao, no meu entender.

    cosme

    17 de Mar?o de 2016, 07h11m

    Óleo de Linhaça ainda não tive oportunidade de experimentar. Usei o que tenho por aqui. Na verdade, a cera somente entrou na jogada porque eu queria me limitar a três aplicações do Tungue, pois já sabia que a ferramenta poderia ser requisitada em pouco tempo.

    Quanto ao desdobro relatado, falarei um pouco mais sobre isso na postagem inicial da construção de uma das cubas de apoio para banheiro.

Participe, deixe um comentário:

Nome
Email
Comentário